INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA: VIVER DE RENDA

No meu artigo O que fazer quando nossa vida financeira parece uma montanha russa?, você pôde compreender como está gastando o seu dinheiro e aprendeu um passo a passo de como se organizar financeiramente.

Já o artigo Você quer controlar sua vida financeira ou vai deixar a vida te levar?, trás uma reflexão sobre como conseguir guardar o suficiente para realizar os seus sonhos, seja adquirir um imóvel, um carro, viajar, mandar os filhos estudar fora do país, ou qualquer outra coisa que estiver na sua mente.

Neste artigo, vamos trabalhar com o tema de como você pode conquistar sua independência financeira e viver de renda. Essa perspectiva não te parece espetacular? Mas, dependendo das suas crenças, talvez você não ache moralmente correto que uma pessoa viva somente de renda. Afinal de contas, quem não precisa trabalhar duro para manter o seu sustento, merece dinheiro fácil? Ou, quem vive de renda é porque juntou dinheiro fazendo trambiques escusos. Ou ainda, quem tem muito dinheiro e consegue viver de renda, deve ter prejudicado alguém, até mesmo os seus empregados. Essas são apenas crenças!

O fato é que, mesmo que você não seja alguém cheio da grana, é possível organizar suas finanças e fazer com que o dinheiro trabalhe a seu favor. Entretanto, para você poder viver do rendimento de seus investimentos, precisa ter um patrimônio acumulado que renda o suficiente para pagar suas contas. Ou seja, você precisa formar um patrimônio vitalício, que não acaba nunca, porque você não irá retirar o dinheiro para o sustento de seu patrimônio, mas de uma parte de seus rendimentos.

Mas vamos ao que interessa, qual a sua característica principal? Você está focado na fuga da dor ou na busca do prazer? Porque isso tem tudo a ver com a forma como você pretende aplicar o seu dinheiro, ou seja, tem tudo a ver com o seu perfil de investidor. Quando escuta a palavra RISCO, você consegue se posicionar?

A avaliação do perfil do investidor com relação aos tipos de investimento gravita em torno de três variáveis, que formam o tripé dos investimentos: risco, rentabilidade e liquidez. Quanto maior o risco, maior o retorno e vice-e-versa. Impossível ter os três em bons níveis. Em geral, considera-se três tipos de investidores:

  • O conservador, que valoriza a segurança e não quer ter risco. Normalmente, investe a maior parte do capital em renda fixa.
  • O moderado, que pensa na segurança do investimento em renda fixa, mas já tolera um certo risco.
  • O arrojado, que tem disposição para assumir riscos e investe a maior parte dos recursos em renda variável.

Já os investimentos são classificados em Renda Fixa e Renda Variável. O primeiro tem rentabilidade previsível, podendo ser um percentual mensal ou um índice, como taxa Selic, CDI e inflação. Alguns exemplos são:

  • Poupança.
  • Tesouro Direto.
  • CDB (Certificado de Depósito Bancário).
  • LCI e LCA (Letras de Crédito isentas do Imposto de Renda).
  • LC (Letras de câmbio).

De outra forma, os investimentos em Renda Variável são considerados uma aplicação financeira cuja rentabilidade é desconhecida antes da aplicação. Alguns exemplos são:

  • Ações na bolsa de valores.
  • Opções e derivativos.
  • Câmbio.
  • Futuros.
  • Fundos de Investimento.
  • Criptomoedas.

Analogamente, pode se dizer o seguinte sobre as classes de investimento:

  • Renda Fixa é ficar na areia da praia.
  • Fundos Imobiliários é nadar no raso.
  • Ações é nadar em alto mar.

Visando comparação de investimentos, suponha uma aplicação de R$ 300,00 por mês, durante 15 anos. Ao final do período, qual será o valor patrimônio? Depende da taxa de rentabilidade. Para uma taxa de 1% ao mês o montante será de R$ 150 mil. Já para uma taxa de 3% ao mês o montante será de R$ 2 milhões. Incrível não é? E então, vamos começar a investir?

The following two tabs change content below.

Tania Kraemer

Coach pela Sociedade Internacional do Mindset, além de frequentar grupo de constelação familiar e praticar a EFT (Técnica de Liberação Emocional). Quanto a sua formação, é Engenheira Mecânica e Doutora em Engenharia de Produção, trabalhando na área industrial quase a vida toda. Também já empreendeu, atuando em todas as áreas da empresa. Gosta muito de animais e sente um apelo interno em contribuir para uma sociedade melhor e, como Coach, tem certeza que pode ajudar as pessoas a se transformarem em sua melhor versão!

Post Author: Tania Kraemer

Coach pela Sociedade Internacional do Mindset, além de frequentar grupo de constelação familiar e praticar a EFT (Técnica de Liberação Emocional). Quanto a sua formação, é Engenheira Mecânica e Doutora em Engenharia de Produção, trabalhando na área industrial quase a vida toda. Também já empreendeu, atuando em todas as áreas da empresa. Gosta muito de animais e sente um apelo interno em contribuir para uma sociedade melhor e, como Coach, tem certeza que pode ajudar as pessoas a se transformarem em sua melhor versão!

Deixe uma resposta