Aplicando a Lei da Atração

Quando vi o filme “O Segredo”, lançado em 2006, fiquei com a impressão de que a Lei da Atração era como quando tomamos um medicamento e logo em seguida nos sentimos melhor, ou seja, como uma pílula mágica. Vou explicar melhor: conhecendo como o processo acontece, seria fácil atrair o que eu quisesse. Afinal, parece ser uma sequência de três passos simples:

  1. Faça o pedido: deve ser um desejo genuíno e possível de ser alcançado;
  2. Acredite e confie: pratique a visualização do desejo como já alcançado no futuro;
  3. Receba: o Universo irá trazer para você o que desejou.

Mas, com o passar do tempo e ao aprofundar meus estudos sobre o tema, percebi que tinha muito mais coisas envolvidas para a concretização dos desejos! É preciso se envolver com o pedido, tornando-o real em nossa mente. É preciso agir, adotando, pelo menos, pequenas atitudes que nos levem na direção da realização do desejo. Para tanto, comece a viver situações que te liguem ao seu desejo. Por exemplo, se você quer atrair mais amigos, busque grupos de amizade nas redes sociais, convide seus amigos para sair e quando sair sozinho, puxe conversa com as pessoas.

Um outro fator importantíssimo é manter elevada a frequência das nossas emoções. Mas, como fazer isso de forma consciente? Devemos manter sentimentos elevados de gratidão, amor e alegria, por tudo e por todos. Ou, pelo menos, precisamos estar vibrando na coragem, na disposição, na razão.

Somando-se a isso, temos as crenças limitantes, adquiridas até os 7 anos de idade e instaladas em nossas mentes por nossos pais, professores, vizinhos, enfim, pelas pessoas de nosso convívio. Tais crenças, que vagueiam pelo nosso subconsciente, podem nos fazer duvidar daquilo que podemos ser ou alcançar.

Parece fácil, para você? Não, né! Bom, então é sobre isso que vamos falar.

Então, o “pulo do gato” está em mantermos nossa vibração elevada e ressignificar nossas crenças limitantes. Mas, como fazer isso? Um dos grandes insights sobre a conexão entre o cérebro e o corpo é que demonstramos como nos sentimos através do nosso corpo.

Quando estou feliz sorrio. Mas não lembro de sorrir, este é um reflexo, porque os músculos do rosto estão ligados aos estados emocionais do cérebro. Da mesma forma, quando me sinto estressado ou com raiva, não digo o que o meu rosto deve fazer. Apenas franzimos o músculo do supercílio, serramos a mandíbula e contraímos os ombros. Não precisamos lembrar de fazer isso, é simplesmente um reflexo, porque esses músculos estão ligados aos circuitos emocionais. Por causa desta conexão, literalmente, mostramos o que sentimos por todo o rosto e por todo o corpo.

Com o tempo, quando mantemos nossos corpos de determinadas maneiras, nós literalmente configuramos os circuitos no cérebro. E assim, também configuramos uma linguagem corporal que diz: eu não sou bom o suficiente ou eu não sou o suficiente. Nós literalmente programamos isso.

A chave é praticar de forma incansável, e todos os dias, o senso interno de dignidade e valor. Por exemplo, pratique de forma consciente o “Eu Sou Suficiente”, se colocando numa pose de poder. Pratique o “Seu Amor Próprio”, ajustando sua postura e olhando firmemente para frente. Com o tempo de semanas, você terá configurado seu cérebro para que a linguagem corporal se torne um hábito. Esta capacidade, de reconfiguração cerebral, é conhecida como “Neuroplasticidade”, quando construímos um hábito por autossugestão consciente. A maior diferença entre a mente animal e humana, é que a humana tem habilidade criativa e, pela imaginação, podemos mudar nossas conexões neurais, pois o cérebro não faz distinção entre o que é real e o que é imaginado. Assim, podemos tanto realizar uma determinada atividade, quando apenas visualizá-la. Desta forma, podemos criar novos hábitos com emoções elevadas e ter nossas crenças limitantes ressignificadas. Todo este conjunto de fatores fará que a aplicação da Lei da Atração se torne um sucesso.

The following two tabs change content below.

Tania Kraemer

Coach pela Sociedade Internacional do Mindset, além de frequentar grupo de constelação familiar e praticar a EFT (Técnica de Liberação Emocional). Quanto a sua formação, é Engenheira Mecânica e Doutora em Engenharia de Produção, trabalhando na área industrial quase a vida toda. Também já empreendeu, atuando em todas as áreas da empresa. Gosta muito de animais e sente um apelo interno em contribuir para uma sociedade melhor e, como Coach, tem certeza que pode ajudar as pessoas a se transformarem em sua melhor versão!

Latest posts by Tania Kraemer (see all)

Post Author: Tania Kraemer

Coach pela Sociedade Internacional do Mindset, além de frequentar grupo de constelação familiar e praticar a EFT (Técnica de Liberação Emocional). Quanto a sua formação, é Engenheira Mecânica e Doutora em Engenharia de Produção, trabalhando na área industrial quase a vida toda. Também já empreendeu, atuando em todas as áreas da empresa. Gosta muito de animais e sente um apelo interno em contribuir para uma sociedade melhor e, como Coach, tem certeza que pode ajudar as pessoas a se transformarem em sua melhor versão!

Deixe uma resposta