Emoções – Todo Mundo Tem

Uma das coisas que com certeza todos temos em comum é: somos seres emocionados. Todos têm emoções, apesar de nem sempre conseguirmos demonstrar a existência delas.

Algumas emoções básicas, segundo Eric Berne, são: alegria, afeto, tristeza, medo e raiva. Elas se manifestam ao longo da nossa vida de diversas formas e nas mais variadas relações que estabelecemos com as pessoas, conosco e com os nossos filhos.

Cada vez mais se busca estimular os pais das novas gerações a proporcionarem um ambiente saudável para que seus filhos cresçam. E isso significa que é preciso cuidar para que eles se sintam à vontade para demonstrar não só as emoções básicas, mas também outras. É preciso deixar claro para a criança que ela será acolhida, independentemente do que acontecer.

O processo de amadurecimento emocional é muito complexo tanto para quem passa quanto para quem acolhe. Mas pode ser bem mais leve se os pais também puderem mostrar para seus filhos sua vulnerabilidade e algumas de suas emoções.

Com as crianças, existem algumas técnicas lúdicas que podem ser feitas, por exemplo, para tentar diminuir a raiva: já pensou em soprar balões com seu filho? Isso fará com que ele controle a respiração e vá oxigenando o cérebro aos poucos, controlando também suas emoções.

Se a emoção a ser demonstrada for o medo, primeiramente você precisa acolher seu filho. Não menospreze o medo dele. Muitas coisas podem realmente ser assustadoras ao longo da vida. Do mesmo jeito que cada um de nós sente medo por algo específico, talvez o medo de monstro que seu filho tenha seja uma maneira de manifestar o temor por algo que ele ainda não conhece. Enfrente o medo junto com ele, crie brincadeiras para derrotar o monstro, transforme a tensão em coragem e companheirismo.

Quando a criança já é um pouco mais velha e manifesta a tristeza, você pode conversar com ela, tentar fazer com que ela se expresse e entenda o porquê desse sentimento… Se há alguma maneira de resolver, se tem como você ajudar… Mas o mais importante que você precisa saber é que chorar é completamente normal. A gente chora quando tem um acúmulo de tensões dentro de nós. Uma conversa franca com seu filho vai gerar vínculo e melhorar o relacionamento de vocês.

Tentar inibir um sentimento de se manifestar pode gerar o que chamamos de acúmulo de lixo emocional. Quando esse lixo emocional fica ali parado, ele vai acumulando, acumulando, até que uma hora ele explode – e normalmente presenciamos as birras ou o choro (que são normais e comuns).

Não existe nenhum sentimento ou emoção que seja completamente bom ou completamente ruim. Todos são necessários para a nossa existência, para o funcionamento correto da nossa mente. Eles vão nos acompanhar por toda a vida e é preciso de espaço e acolhimento para desenvolver o que chamamos de inteligência emocional. Isso vai fazer com que cada um de nós entenda quando pode ou não ser adequado demonstrar esses sentimentos, de acordo com as convenções sociais.

The following two tabs change content below.

Ester Franco

Ester Franco, é Master Coach, com Especialização em Emagrecimento Definitivo e PNL (Programação Neurolinguística), certificada pela Sociedade Internacional do Mindset (SIM). É Educadora e Pós Graduada em Ética, Valores e Saúde pela USP. Certificada pelo IBC (Instituto Brasileiro de Coaching) nos cursos de Inteligência Emocional, Desperte seu Poder e Mentalidade de Alta Performance. É membro da Academia Superando Seus Limites (SSL). É idealizadora dos Projetos “Construindo Mães de Sucesso” , e “Eu Pesquisador de Mim”. Dedicados a transformação humana. Ama a vida e é grata a Deus por tudo.

Post Author: Ester Franco

Ester Franco, é Master Coach, com Especialização em Emagrecimento Definitivo e PNL (Programação Neurolinguística), certificada pela Sociedade Internacional do Mindset (SIM). É Educadora e Pós Graduada em Ética, Valores e Saúde pela USP. Certificada pelo IBC (Instituto Brasileiro de Coaching) nos cursos de Inteligência Emocional, Desperte seu Poder e Mentalidade de Alta Performance. É membro da Academia Superando Seus Limites (SSL). É idealizadora dos Projetos “Construindo Mães de Sucesso” , e “Eu Pesquisador de Mim”. Dedicados a transformação humana. Ama a vida e é grata a Deus por tudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.