Procrastinação

No dicionário encontramos o significado para procrastinação como: ato ou efeito de procrastinar; adiamento, demora, delonga

Podemos definir procrastinar como um comportamento para adiar algo que temos que resolver, assim, deixamos para lidar com a situação depois. Quem nunca empurrou com a barriga a resolução de um problema ou o desenvolvimento de um projeto mais complicado que atire a primeira pedra.

Procrastinar é um comportamento muito comum, mas também muito prejudicial. Segundo a escritora Heather Murphy, um em cada cinco indivíduos é procrastinador crônico. Quem tem essa prática como hábito pode acabar comprometendo a qualidade do que é entregue ou mesmo deixando de cumprir com as obrigações cotidianas.

Dizem  que procrastinação é “coisa de gente preguiçosa”, mas não é bem assim… A verdade é que a conduta pode ter causas psicológicas e fisiológicas:

  • Como causa psicológica – A procrastinação pode estar ligada a distúrbios mentais, como ansiedade e problemas de autoestima, principalmente preocupação com aprovação dos outros.
  • Como causa fisiológica – está relacionada ao cérebro, mais precisamente ao córtex pré-frontal. Se há algo incomum com essa área, como uma lesão, por exemplo, o indivíduo pode sofrer mais com as distrações externas. Isso ocorre porque o córtex pré-frontal é responsável, entre outras coisas, pelo controle dos impulsos e determinação do foco.

O impacto na sua vida é sentido através das relações com os amigos e familiares, que pode ficar comprometida, uma vez que é comum o procrastinador não encontrar tempo ou não conseguir organizar a agenda para se fazer presente. No ambiente profissional, os malefícios são significativos, além de ficar mal visto pelos empregadores ou clientes por não cumprir os prazos combinados, a procrastinadora afeta também a produtividade da equipe. Não basta saber o que é procrastinação, é preciso agir para evitar e saber exatamente como não procrastinar.

Como não procrastinar

Mesmo tendo consciência desse hábito, parar de procrastinar não é fácil.

Como qualquer mudança de hábito, ela deve acontecer aos poucos para ser duradoura, não de uma hora para a outra. Procrastinar está relacionado com fatores que preocupam a nossa sociedade, como ansiedade, estresse, falta de foco e até mesmo falta de motivação e produtividade. Se você quer otimizar tempo e aumentar a sua produtividade e pro atividade, siga essas dicas de como não procrastinar:

  1. Identifique um padrão – O que normalmente faz você procrastinar? Observe e anote, se for preciso, que tipo de tarefa você costuma adiar e que tipo de atividade tira a sua concentração. Crie mecanismos para evitar esse tipo de interferência;
  2. Faça uma coisa de cada vez – Do contrário, você vai achar que está realizando mais de uma tarefa ao mesmo tempo e no fim não conclui nada ou não faz nenhuma delas com qualidade;
  3. Bloqueie estímulos externos – Se você tem dificuldades para manter o foco, estímulos externos não atrelados àquela tarefa, vão tornar mais fácil perder a concentração. O entretenimento sempre vai parecer mais interessante do que uma obrigação, ainda mais se você estiver com um prazo mais longo para finalizar aquela demanda. Por exemplo, se você fica checando as redes sociais o tempo todo, pode deixar o celular em modo avião para evitar essa distração;
  4. Técnica Pomodoro – Essa é uma técnica muito conhecida para quem quer ser mais produtivo, consiste em trabalhar com períodos de 25 minutos de foco total na tarefa, sem interferências externas, intercalados com pausas de 5 minutos para descanso ou entretenimento, com algo que não esteja relacionado com a tarefa que está sendo realizada. Após 4 ciclos de 25+5 minutos, realiza-se uma pausa maior, de 30 minutos;
  5. Divida a tarefa em vários passos – Se você é do tipo de pessoa que adora fazer listas, uma coisa que pode ajudar é enumerar os passos, quebrando uma tarefa mais complexa em várias menores e mais fáceis de serem realizadas.

Controle antes que se torne um hábito

Procrastinação é um problema que chega a interferir no trabalho e na carreira e nos relacionamentos interpessoais. Ela pode prejudicar inclusive a saúde, gerando sentimentos como culpa estresse e ansiedade, criando situações de pressão desnecessárias. Tente contornar essa prática antes que ela se torne uma rotina, comece a mudança, melhore seu comportamento e produza muito mais e com mais qualidade.

E lembre-se sempre: não precisa enfrentar nada sozinho. Nós do SIM estamos aqui para te ajudar a sair do estado em que está e chegar ao seu estado desejado. Tenha um ótimo mês.

The following two tabs change content below.

Janete Corrêa

Coach da Sociedade Internacional do Mindset, Especialista em Programação Neurolinguística (PNL) aplicada ao Coaching (com introdução a Hipnose), tem a missão ajudar pessoas a alcançarem seus sonhos e objetivos. Administradora e projetista com habilidades em organização e finanças. Se dedica a estudar e melhorar os seus conhecimentos com foco no Desenvolvimento Humano, principalmente no fortalecimento e desenvolvimento da mulher.

Latest posts by Janete Corrêa (see all)

Post Author: Janete Corrêa

Coach da Sociedade Internacional do Mindset, Especialista em Programação Neurolinguística (PNL) aplicada ao Coaching (com introdução a Hipnose), tem a missão ajudar pessoas a alcançarem seus sonhos e objetivos. Administradora e projetista com habilidades em organização e finanças. Se dedica a estudar e melhorar os seus conhecimentos com foco no Desenvolvimento Humano, principalmente no fortalecimento e desenvolvimento da mulher.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.