Esqueça as mudanças. É transformação que se fala!

É impressionante como passamos a vida tentando mudar tudo a nossa volta, as coisas, as pessoas, as condições e assim vamos longe…

A maioria das pessoas passam a vida tentando mudar, mas não se transformam. Enxergam mudanças nos outros, mas em si mesmas, não.

Mudança é o movimento de sair de onde você está e ir para outro lugar. Mas a questão é, a mudança altera algo em você?

Dizer que você mudou é perigoso, pois não significa que você evoluiu.

TRANSFORMAÇÃO é a palavra!

Transformar significa:

“Transitivo direto e pronominal, fazer tomar ou tomar nova feição ou caráter; alterar(-se), modificar(-se)”.

Veja: “tomar nova feição ou caráter”. 

Transformar é realmente uma modificação ou alteração e não uma mudança. A transformação requer processo, ações e cumprimento de metas.

Para você se transformar, é necessário primeiramente a sua decisão de buscar a sua melhor versão. Onde? Dentro de si. Porque  trabalhar nesta transformação, requer autoconhecimento e visão mental bem definida da sua melhor versão.  Novas atitudes, novas ações, novos hábitos, novos sentimentos, novos comportamentos. 

Podemos comparar nosso interior como se fosse uma borboleta, gosto muita da analogia com a natureza, aliás a natureza nos ensina muito. Gosto muito de borboletas e a melhor forma de exemplificar uma transformação, é fazendo a analogia com elas. Não vou ficar falando de metamorfose, apesar de que toda metamorfose é a alteração completa de forma e  estrutura. A lagarta quando passa pela metamorfose, o processo onde somente ela pode evoluir, ela se transforma em borboleta. Percebe que a partir do momento que ela se transforma, não volta a ser uma lagarta. É transformação que se fala! Transformação é um caminho sem volta. E para completar essa analogia, se houver uma intervenção externa, seja humana ou não, durante a fase de casulo, mesmo com a intenção de acelerar ou ajudar na transformação, a borboleta acaba morrendo. O que eu quero dizer com isso? Que nosso processo de transformação depende exclusivamente da nossa força interior, que não podemos “mudar” as pessoas, e muito menos transformá-las sem a vontade genuína interior delas.

A transformação tem que ser de dentro para fora, você tem que desejar se transformar. Por isso, você não consegue transformar o outro, porque isso precisa ser desejado. 

Transformação exige que você se conheça, identifique seus medos para poder controlá-los e, principalmente, encare suas sombras, trazendo luz para eliminá-las. Mas lembre-se que as sombras só existem onde há luz, uma complementa a outra. Precisamos aprender a iluminá-las e não deixar que venham a tona. Como o bem e o mal, o bem só existe porque conhecemos o mal, e vice versa.

Gosto muito dessas analogias, pois nos fazem únicos no meio de toda a criação do Universo.

E então, vamos rumo a sua transformação? Tenha certeza que é como se fosse uma ponte, onde o tempo para percorrer depende das suas ações e escolhas, dos acertos e fracassos, dos insumos que você buscará para se transformar. Mas o caminho é um só, um início sem fim, mergulhar em si e descobrir que você pode ser muito mais do que uma lagarta. Porque quanto mais você se conhece, mais perceberá que precisa saber mais. Não deseje mudar, é TRANSFORMAÇÃO que se fala!

The following two tabs change content below.

Fabrine Cecon

Coach pela Sociedade Internacional do Mindset, Fabrine Cecon, atualmente é Analista de treinamento na área bancária. Graduada em Farmácia Bioquímica e pós-graduada em área hospitalar. Apaixonada por desafios, tenho como hobby leitura para crescimento pessoal e atualmente desenvolvendo novo projeto através do Coaching.

Latest posts by Fabrine Cecon (see all)

Post Author: Fabrine Cecon

Coach pela Sociedade Internacional do Mindset, Fabrine Cecon, atualmente é Analista de treinamento na área bancária. Graduada em Farmácia Bioquímica e pós-graduada em área hospitalar. Apaixonada por desafios, tenho como hobby leitura para crescimento pessoal e atualmente desenvolvendo novo projeto através do Coaching.

Deixe uma resposta