Problemas causados pelo tabagismo

Você sabe o mal que pode estar causando a sua saúde com a dependência em nicotina?

Sintomas de atenção são a falta de ar, dor no peito, coração acelerado, respiração curta e dificuldade para subir uma escada. Já os sintomas que impedem uma vida social satisfatória são: dentes e unhas amarelados, odor desagradável, além de escutar coisas como: “beijar uma pessoa que fuma é o mesmo que lamber um cinzeiro”. Há ainda o sintoma da falta de dinheiro, pois sente que está gastando demais com cigarros.

Problemas graves causados pelo tabagismo:

  • Cérebro: o derrame cerebral é duas a três vezes mais frequente nos fumantes, pois 50% dos derrames tem como causa o tabaco.
  • Boca: a fumaça do cigarro contém mais de 4.700 substâncias químicas, das quais sessenta são cancerígenas. Parte da fumaça é absorvida pela mucosa oral.
  • Olhos e nariz: causa irritações nos olhos e nariz de fumantes ativos e passivos. O alcatrão diminui a capacidade olfativa.
  • Pulmão: fica entorpecido pelas substâncias tóxicas da fumaça. Os cílios respiratórios, responsáveis pela limpeza dos pulmões, perdem parte dos seus movimentos. Sem a atuação dos cílios, o fumante tem pigarro.
  • Câncer: 90% de cânceres no pulmão são causados pelo tabagismo. Causa ainda o câncer de laringe, boca, esôfago e bexiga.
  • Bronquite e enfisemas: o cigarro é responsável por 85% das mortes.
  • Aparelho digestivo: o fumo aumenta o risco de úlcera do estômago e do duodeno.
  • Coração: a nicotina aumenta a produção de adrenalina. Essa substância provoca aceleração dos batimentos cardíacos, o que sobrecarrega o coração e eleva as chances de enfartos.

Os dados não mentem, os fumantes têm duas vezes mais chances de morrer de doenças do coração. Além disso, o desempenho sexual pode ser prejudicado porque a nicotina provoca o estreitamento dos vasos sanguíneos e a ereção depende de um grande fluxo de sangue.

Fumar durante a gravidez aumenta o risco de aborto espontâneo, mortes fatais e também dobra as chances de o bebê nascer abaixo do peso. O bebê que respira a fumaça do cigarro tem duas vezes mais chances de ter pneumonia e bronquite.

A nicotina e o alcatrão, na circulação sanguínea, espalham-se para todo o corpo até atingir o cérebro. O alcatrão é um cancerígeno e atinge todos os órgãos.

Cerca de 30% de todos os cânceres estão associados ao cigarro. A nicotina provoca a elevação da pressão arterial e libera um maior número de radicais livres. Esses, por sua vez, ligam-se as moléculas de gordura, formando placas gordurosas que entopem artérias e provocam doenças cardíacas e derrames cerebrais.

Outro dado interessante é que fumantes tem uma vida mais breve, pois morrem entre 35 e 69 anos, perdendo em média 22 anos de vida, com maior incidência de morte súbita. Nas mulheres, causa envelhecimento precoce e maiores chances de morte coronariana.

Agora que você já sabe o quanto o tabagismo faz mal, que tal buscar se livrar desse vício ou ajudar quem precisa a se ver livre dele? Acredito que o ser humano está sempre em busca da felicidade. Vencer desafios faz parte desta busca.

O orgulho que você sentirá de você mesmo e o exemplo que você dará aos outros é imensurável, se tomar isso como meta de vida.

Se souber de alguém que precise, envie este texto. Obrigado.

The following two tabs change content below.

Welodimer Neustadter

Master Coach certificado pela Sociedade Internacional do Mindset. Formação em psicologia e sociologia. Curso de especialização em Hipnose clínica. Trabalha há 31 anos ajudando as pessoas a se transformarem e melhorarem a sua qualidade de vida. Atuando principalmente na área de comportamentos compulsivos: Alcoolismo, tabagismo e compulsão alimentar.

Latest posts by Welodimer Neustadter (see all)

Post Author: Welodimer Neustadter

Master Coach certificado pela Sociedade Internacional do Mindset. Formação em psicologia e sociologia. Curso de especialização em Hipnose clínica. Trabalha há 31 anos ajudando as pessoas a se transformarem e melhorarem a sua qualidade de vida. Atuando principalmente na área de comportamentos compulsivos: Alcoolismo, tabagismo e compulsão alimentar.

Deixe uma resposta