Inteligência Emocional

Com as mudanças impostas nesses últimos meses, passamos por estados emocionais dos quais não gostamos e muitas vezes nem nos damos conta de como vieram. Isso se dá devido ao fato do lado emocional do cérebro trabalhar em uma velocidade muito maior do que o lado racional, por isso agimos muito antes de pensar. Devido a tantas mudanças estruturais e emocionais, é imprescindível adquirirmos uma base para nos estruturar e esta advém da nossa inteligência emocional e dos cinco domínios principais de aptidões dos quais são embasados seus princípios.

Porém, o que é inteligência emocional? E por que ela é tão importante.

Inteligência emocional, é a capacidade das pessoas de gerenciarconscientemente o seu estado de espírito. Essas pessoas são capazes de identificar seus sentimentos e emoções no momento em que ele ocorre, tornando- as altamente apuradas no que diz respeito à sua vida emocional. Elas possuem clareza com o que sentem e podendo reforçar outros traços de sua personalidade: que são conscientes de seus próprios limites, que gozam de boa saúde psicológica e tendem a ter uma perspectiva positiva sobre a vida. Quando entram em um estado negativo, não ficam obcecadas com isso e podem sair dele mais rápido, ou seja, conseguem conduzir suas emoções além de gerir muito bem as emoções alheias.

A inteligência emocional quando muito bem trabalhada influencia de forma altamente positiva transtornos psicológicos e psicossomáticos, além de favorecer o bom relacionamento entre as pessoas, permitindo assim um maior entendimento. Sendo assim, entender os cinco domínios de aptidão da Inteligência emocional é imprescindível para que tenhamos um bom equilíbrio em nossa vida, potencializando emoções positivas com decisões conscientes e resultados esperados.

5 domínios de aptidão da Inteligência emocional que todos deveriam conhecer:

1. Conhecer as próprias emoções.

Reconhecer e analisar um sentimento quando ele ocorre é a pedra roseta da inteligência emocional.

Nossa incapacidade de observar e gerir nossos verdadeiros sentimentos nos deixa à mercê deles, por isso, quando adquirimos capacidade de análise e controle do que sentimos a cada momento, é fundamental para uma maior percepção emocional e auto compreensão.  As pessoas mais seguras de seus sentimentos conduzem melhor suas vidas, tendo uma consciência maior em relação a tomadas de decisões. Porém, ter esse discernimento não acontece de uma hora para outra. Uma dica é fazer um diário de sentimentos e reações a eles, podendo assim fazer uma análise mais profunda.

2. Lidar e/ou controlar as emoções.

Lidar com nossos sentimentos nem sempre é fácil, pois cada um de nós passa por muitas coisas ao longo do nosso dia a dia e muitas vezes agindo sem pensar no calor do momento. Essa impulsividade não é boa para ninguém e muitas vezes nos coloca em situações cujas consequências se tornam difíceis de serem superadas. Pessoas que não dominam essa aptidão vivem constantemente lutando contra sentimentos inadequados, enquanto as pessoas que as controlam se recuperam mais rapidamente dos contratempos da vida. Uma boa dica é manter o foco no positivo, buscando tirar sempre algum ensinamento dentro da situação de como foi sua evolução e assim sempre aprender.

3. Motivar-se.

Achar um objetivo e colocar nossas emoções em prol dele no cumprimento de suas metas é essencial para a automotivação, controle e criatividade.  Saber adiar a satisfação e conter a impulsividade está por trás de qualquer tipo de realização, ou seja, pensar antes de agir. E essa capacidade te possibilita desempenhos extraordinários sabendo utilizar adequadamente cada emoção no processo. As pessoas que adquirem essa capacidade tendem a ser mais produtivas e eficazes em qualquer atividade. Faça planos com objetivos e metas mensuráveis que dependam somente de você.

4. Ter empatia

Ter a capacidade de sentir o que o outro sentiria em determinada situação, buscar a compreensão dos sentimentos e das emoções alheia, “vestir- se do outro”, nos torna pessoas mais tolerantes, compreensivas e abertas, nos ajuda a entender os motivos e atitudes para muitas ações. As pessoas empáticas estão mais sintonizadas com os sinais do mundo externo, reconhecendo as necessidades dos outros, entendendo que cada um de nós tem nossa individualidade, limitações, falhas, mas que também temos muitos talentos e qualidades.

5. Lidar com relacionamentos.

Relacionar-se com o outro, é em grande parte, lidar com as emoções de todos. Como o ser humano é um ser social que se inter-relaciona com vários grupos distintos, ter consciência das emoções dos outros torna o ambiente ao seu redor mais agradável e com isso determina sua popularidade, liderança e eficiência interpessoal. Uma boa forma de manter esses relacionamentos é: desenvolva mais empatia; mantenha o respeito; seja cooperativo; respeite a diversidade e tenha uma comunicação efetiva. Claro que as pessoas são diferentes em suas aptidões e cada uma possui mais habilidades com algumas do que com outras, porém, podemos  melhorar com constante aprendizado, pois em grande parte, cada um desses campos representa um conjunto de hábitos que com o devido esforço e aplicação diária, pode ser aprimorado para a vida mais plena com resultados mais positivos.

The following two tabs change content below.

Tatiana Perez

Coach certificada pela Sociedade Internacional do Mindset, Especialista em Emagrecimento Definitivo e Programação Neurolinguística (PNL) aplicada ao Coaching,

Latest posts by Tatiana Perez (see all)

Post Author: Tatiana Perez

Coach certificada pela Sociedade Internacional do Mindset, Especialista em Emagrecimento Definitivo e Programação Neurolinguística (PNL) aplicada ao Coaching,

Deixe uma resposta