Diálogo, você é capaz?

Alguns questionamentos me vem à cabeça constantemente, como:

Estamos perdendo a capacidade de ter diálogos saudáveis? E a cada dia que passa estamos perdendo mais e mais dessa capacidade?

Isso se deve à falta de tolerância criada nos dias de hoje. Vivemos em um mundo que prega a prática da tolerância em todos os aspectos de nossas vidas, e, mesmo assim estamos cada vez mais longe dessa realidade. Será que você já se perguntou o porquê disso?

Essa habilidade está ficando cada vez mais escassa devido às muitas certezas que temos e que acreditamos serem verdades absolutas. Independente de qual seja o assunto, temos a tendência imediata de tentar convencer qualquer pessoa de que a forma que pensamos é a única de abordar o mesmo assunto.

Praticamos tanto a tolerância quanto a intolerância por várias vezes. Somos tolerantes com assuntos complexos e em assuntos banais, não aceitamos opiniões contrárias a nossa, sendo tão somente opiniões contrárias.

Precisamos entender que o diálogo é uma forma maravilhosa de aprendizado, não necessariamente, precisamos corroborar com algo para aprendermos sobre algum tema.

Por meio do confronto de ideias, podemos observar um certo tema por uma nova perspectiva. Temos que entender que vivemos em realidades e temos ideias diferentes, é isso que traz a beleza da vida. Imagine um lugar onde só há concordância para tudo, talvez seja um lugar onde não há evolução, pois onde todos concordam, não há mudança.

O que podemos observar é que muitos estão apenas excluindo pessoas que pensam diferente, como se tirássemos pessoas facilmente de nossas vidas. Assim, ficou simples banirmos alguém, principalmente de nossas redes sociais. Em meio ao isolamento, isso ficou ainda mais fácil, pois não vemos algumas por muito tempo, e, isso dá uma sensação maior ainda de poder excluir alguém.

As maiores invenções do mundo, as maiores ideias e teorias foram tiradas de discordância com a verdade daquele momento. É só pensarmos em Nicolas Tesla e Albert Einstein, se ambos concordassem com o que tínhamos no momento, muito provavelmente, você não estaria lendo este artigo da maneira que está agora.

Precisamos entender que as discussões saudáveis e respeitosas nos engrandecem e elevam nossos conhecimentos. Uma boa conversa sobre os mais variados temas, mesmo que em discordância entre os participantes, nos traz outras formas de analisar e repensar a respeito do mesmo conteúdo discutido.

Com a abundância de informação que temos hoje muitos procuram apenas aquelas que corroboram com seus pensamentos e de forma nenhuma procuram algo que coloque em xeque seus pensamentos. Contudo, nos tornamos donos da verdade por conta de absorver somente o que nos interessa. E, assim, nos tornamos donos das nossas verdades, e muito além, queremos nos tornar donos da verdade alheia.

Podemos voltar a introduzir diálogos em nossas rotinas independentemente se há concordância ou não, não devemos nos abster do direito de evoluir e aprender. O diálogo é necessário para nosso desenvolvimento e crescimento pessoal, devemos ter consciência disso. Aceitar uma opinião contrária não é necessariamente concordar com ela, talvez em algum momento a mesma possa fazer sentido. Independentemente do que seja a pauta, política, economia, religião, relacionamento e tantas outras, vamos praticar o hábito do bom diálogo. Lembre-se: você não precisa concordar comigo, apenas pense a respeito.

The following two tabs change content below.

Joaquim Neto

Joaquim Neto é formado em Odontologia com especialidades em Implantodontia e Ortodontia, trabalhou na área por mais de 15 anos. Seu espírito empreendedor o levou a alçar novos patamares e migrar para área de finanças, mais especificamente bolsa de valores, onde atua na área de mercados futuros. Atualmente em formação no curso de coaching pela Comunidade Internacional do MindSet, onde trouxe a excelente oportunidade de contribuir como colunista deste site.

Latest posts by Joaquim Neto (see all)

Post Author: Joaquim Neto

Joaquim Neto é formado em Odontologia com especialidades em Implantodontia e Ortodontia, trabalhou na área por mais de 15 anos. Seu espírito empreendedor o levou a alçar novos patamares e migrar para área de finanças, mais especificamente bolsa de valores, onde atua na área de mercados futuros. Atualmente em formação no curso de coaching pela Comunidade Internacional do MindSet, onde trouxe a excelente oportunidade de contribuir como colunista deste site.

Deixe uma resposta