No teatro da vida seja VOCÊ o ator principal

Você já se perguntou o local que ocupa no teatro da sua vida?

Plateia? Coadjuvante ou ator principal? Deixamos a vida passar como num espetáculo, ficamos estáticos ou somos meros espectadores, assistindo e torcendo por um final feliz, sem mover um músculo para mudar essa ou aquela situação que nos limita e nos priva da felicidade verdadeira.

O que te impede de assumir sua própria vida: medo, insegurança ou autossabotagem?

São anos incontáveis os que fiquei na plateia da minha vida, com medo de tomar decisões, suportando 18 anos um casamento desestruturado no qual faltava compreensão e carinho. Ouvindo palavras que feriam a alma, sem ninguém sequer imaginar o que se passava na minha vida. Uns até desconfiavam, que algo estava errado. Eu via a interrogação estampada no rosto deles, mas nunca tive coragem de contar o que de fato me acontecia. Quando fazíamos reuniões ou festas em família, tudo parecia perfeito: família feliz e exemplar, modelo padrão para essa sociedade também limitadora.

Quantos já passaram por algo semelhante?

Um dia, cansei de ser vítima de minha prisão, de escutar os muitos porquês do meu olhar triste, ou então ouvir um “você não se arruma”, “você se veste como uma senhora”, “você não sorri?”. Foi como se todas essas perguntas fizessem com que eu gritasse por socorro, mesmo não entendendo de onde elas ecoavam. E sabem por quê? Porque vinham de minha essência: gritos da alma.

Quando decidi mudar, mudei mesmo com inúmeros questionamentos e uma insegurança mutiladora que me impedia de lutar ou pelo menos de tentar mudar aquela situação.

Descobri que sair da plateia da qual assistia à vida passar como num filme e abraçar o papel de ator principal não era e não foi fácil. Quantos tropeços, choros, traumas, e quantas descobertas, momentos felizes que não tinha há anos!

Então conheci minha força aos 34 anos, quando resolvi retomar o comando, ingressando na faculdade – sonho de infância que parecia impossível, hoje conquistado. Foi respirando fundo, acreditando em mim, que após quatro anos de batalha o sonho se tornou real.

Não é fácil recomeçar após uma separação conjugal, 18 anos presa a essa relação, com dois filhos adolescentes para cuidar e educar, assumindo o papel de pai e mãe ao mesmo tempo.

Foram ações importantes que transformaram o tsunami que era minha vida em momentos especiais. Foi a partir daí que pude perceber quem eram as pessoas que me amavam e se importavam comigo, as que permaneceram ali me apoiando nas minhas fraquezas para que nunca desistisse. Eu precisei estar sozinha, sentindo-me desamparada para descobrir com quem podia contar de fato.

Essa é parte da trajetória de minha vida. Eu superei.

Meu objetivo nesse texto é dizer que tudo que queremos e merecemos só depende de nós mesmos, da nossa força de vontade e determinação para mudar, e nos tornar atores principais de nossa história.

Então, sugiro a você que leu até aqui que comece já. As pequenas atitudes farão a diferença no fim de cada novo dia. Quando descansar a cabeça no travesseiro poderá dizer a você mesmo: valeu a pena ter aprendido a ter coragem de, com garra, fazer desse dia o melhor dia de minha vida!

Comece despertando um pouco mais cedo, exercite a mente positivamente, dizendo uma frase que melhor faça sentido pra você. Olhe-se no espelho e saiba que é um ser único, que seu dever é ser feliz, fazendo uma versão melhor de si a cada dia. Reavalie sempre todos os aspectos: amoroso, espiritual, familiar, financeiro, amigos, carreira, autoestima, enfim em tudo que seja relevante para você.

Nesse momento, esteja no palco e faça o seu melhor para que consiga enxergar na plateia outra pessoa que, assim como nós, precise simplesmente acreditar que é possível. Você vai conseguir enxergar perfeitamente o que fazer para melhorar tudo na sua vida. Então se pergunte: estou satisfeito com minha atual situação? Onde posso aperfeiçoar? O que posso mudar para dar sentido ao que não me motiva?
“Levanta, sacode a poeira e de a volta por cima”, seja feliz!

The following two tabs change content below.

Fernanda Salsa

Coach da Sociedade Internacional do Mindset, Fernanda Salsa, tem 41 anos, 2 filhos e é Graduada em Administração de Empresas, está sempre em busca de melhorar sua vida e das pessoas a sua volta, tem como objetivo ajudar na mudança de Mindset. “Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível.”

Latest posts by Fernanda Salsa (see all)

Post Author: Fernanda Salsa

Coach da Sociedade Internacional do Mindset, Fernanda Salsa, tem 41 anos, 2 filhos e é Graduada em Administração de Empresas, está sempre em busca de melhorar sua vida e das pessoas a sua volta, tem como objetivo ajudar na mudança de Mindset. “Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível.”

Deixe uma resposta